Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Canoas e Taquara contam com atendimento psicossocial e qualificação profissional gratuitos

Publicação:

A iniciativa é viabilizada por meio de parcerias firmadas pela FGTAS, Unilasalle e Faccat
Interessados em se candidatar às oportunidades de emprego devem comparecer com Carteira de Trabalho e Previdência Social - Foto: Arquivo Palácio Piratini

As Agências FGTAS/Sine de Canoas e Taquara oferecem, gratuitamente, atendimento psicossocial e qualificação profissional aos trabalhadores em situação de desemprego. A iniciativa é viabilizada por meio de parcerias firmadas pela Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS) com o Centro Universitário La Salle (Unilasalle) e as Faculdades Integradas de Taquara (Faccat).

Canoas

Em 2018, 321 trabalhadores receberam atendimento gratuito na área psicossocial ou participaram de curso de Qualificação Profissional de Gestão de Recursos Humanos do Unilasalle. De acordo com a representante da instituição de ensino, Denise Ziliotto, o curso abordou as características que pautam a oferta e a procura por empregos, a preparação dos trabalhadores e a elaboração de currículos.

A parceria entre a FGTAS e o Unilasalle começou em 2015, quando as instituições firmaram Termo de Cooperação Técnica para promoção de oficinas de capacitação para trabalhadores sobre temas como formatação de currículo, entrevistas de emprego e relacionamento interpessoal. Naquele ano, foi oferecida a oficina gratuita de Entrevista de Emprego e de Elaboração de Currículo.

No ano seguinte, 14 trabalhadores receberam atendimento psicossocial e 137 participaram das capacitações, como a oficina de Apresentação em Entrevistas, que orientava para a formatação correta de currículo e apresentação e comportamento em dinâmica de entrevista de emprego.

Já em 2017, a parceria envolveu a realização do curso gratuito de Qualificação Profissional. Com carga horária de duas horas-aula, a habilitação forneceu orientações sobre entrevista de emprego e formatação de currículo.

Para a agente da Agência FGTAS/Sine de Canoas, Adriana Weber, "a qualificação facilita, para o trabalhador, o acesso ao competitivo mercado de trabalho, além de gerar conhecimento”.

Taquara

Neste ano, a Agência FGTAS/Sine de Taquara, em parceria com a Faccat, organizou um grupo de preparação para o mercado de trabalho. Os trabalhadores atendidos na unidade puderam participar de encontros semanais. Cerca de 96 trabalhadores participaram de pelo menos um dos 16 encontros realizados pelo Centro de Serviços em Psicologia da Faccat.

De acordo com o coordenador da Agência FGTAS/Sine de Taquara, Evandro Lopes, os encontros foram planejados conforme as demandas, e envolveram desde a exploração dos fatores que os participantes consideravam responsáveis pela dificuldade na recolação no mercado de trabalho até suas expectativas na busca por emprego.

O objetivo do grupo era o fortalecimento, a promoção do autoconhecimento e o desenvolvimento de habilidades, além da reflexão sobre a busca pela recolocação e suas expectativas; a representação, a importância e o sentido social do trabalho; bem como o cenário do mercado de trabalho atual, suas exigências e entrevistas de emprego.

A coordenadora do projeto, a psicóloga e professora da graduação em Psicologia da Faccat, Alessandra Jacoby, relatou que o grupo “contou com a participação de apenas um homem em um único encontro; todos os demais integrantes eram mulheres. A maioria delas estava há cerca de três meses em situação de desemprego, possuía entre 40 e 50 anos, trabalhou durante um longo período de tempo em uma mesma empresa e não conseguia se ver desenvolvendo outra atividade. Boa parte se candidatava a todas as vagas de emprego de que tinha conhecimento, independente da compatibilidade com o perfil profissional e, assim, frustrava-se ao não ser contratada”.

Ela ressaltou que o grupo era aberto, de forma que os participantes podiam entrar e sair quando quisessem. “Desenvolvíamos um mapa do emprego, em que estabelecíamos um objetivo específico para cada uma das integrantes, com etapas a serem cumpridas, como qualificação profissional, melhoramento do currículo e desenvolvimento de habilidades. Apenas uma integrante do grupo não conseguiu ser recolocada no mercado de trabalho. Era uma trabalhadora com deficiência, com graduação em Biblioteconomia e especialização, que, devido a uma paralisia cerebral, apresentava dificuldades de fala e de locomoção. Todos os demais participantes foram contratados”, contou.

FGTAS

A FGTAS é a instituição executora das políticas públicas de trabalho, emprego e desenvolvimento social do Rio Grande do Sul. As Agências FGTAS/Sine operacionalizam as ações do Sistema Nacional de Emprego, que envolve os serviços de seguro-desemprego, geração e análise de informações sobre mercado de trabalho, projetos de emprego e renda e qualificação profissional.

Texto: Bete Guerra/Ascom FGTAS
Edição: Sílvia Lago/Secom

Portal do Estado do Rio Grande do Sul