Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Inauguração do complexo de lazer e gastronomia no cais de Porto Alegre está prevista para março

Secretário Claudio Gastal e o procurador-geral do Estado, Eduardo Costa, visitaram as obras

Publicação:

Visita secretários ao embarecadero
Integrantes do Executivo e do Legislativo foram recebidos no local das obras do Embarcadero - Foto: Itamar Aguiar/Palácio Piratini

O Embarcadero, complexo de lazer e gastronomia em construção no antigo porto do Centro de Porto Alegre, deve ser inaugurado em março. A obra começou em abril de 2019, e a área do empreendimento é de 19 mil metros quadrados, abrangendo desde o armazém A-7 até a Usina do Gasômetro. Estão previstas cerca de 15 operações (lojas e restaurantes), podendo chegar a 24. Nesta sexta-feira (22/1), o secretário de Planejamento, Governança e Gestão, Claudio Gastal, o procurador-geral do Estado, Eduardo Cunha da Costa, e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ernani Polo, visitaram o local.

Na visita, acompanhados do empresário Cicão Chies e do diretor da Porto RS, Bruno Almeida, os integrantes do Executivo e o líder do Legislativo conheceram os espaços onde ficarão bares e restaurantes, as áreas para eventos, o futuro aquário digital, locais de lazer adulto e infantil, a prainha e as lojas.

“A obra está andando em um ritmo excelente. O projeto é de longo prazo. Em pouco tempo esses espaços estarão transformados, gerando desenvolvimento de negócios e empregos, aproximando a população de uma área maravilhosa da cidade”, disse Gastal.

Costa ressaltou a importância do momento de finalização das obras. “É gratificante ver que o trabalho de construção jurídica da PGE [Procuradoria-Geral do Estado] está trazendo uma solução concreta na revitalização do Cais Mauá e um cartão-postal para o Estado”, ressaltou.

A expectativa dos empresários idealizadores do projeto é que, após a inauguração, o local receba por dia entre 5 mil e 7 mil pessoas, chegando a 15 mil nos fins de semana. Também serão instalados banheiros, bicicletário e 600 vagas para veículos.

Saiba mais

Em 5 de janeiro de 2021, o governo do Estado assinou o contrato de concessão de uso oneroso de imóvel com a Embarcadero Empreendimentos. A PGE atuou diretamente no estudo de todos os procedimentos jurídicos necessários para a viabilidade técnica do contrato.

A partir disso, a empresa passou a administrar a área de propriedade do Estado à beira do Guaíba pelos próximos 66 meses ou até que o futuro projeto para toda a área do cais seja concluído. Como contrapartida, pagará no mínimo R$ 400 mil por ano ao governo. Esse valor pode aumentar, já que o contrato prevê o repasse de 40% da receita decorrente das locações de espaços a terceiros para realização de shows e eventos.

Ao final dos cinco anos e meio de contrato, o Estado herdará os investimentos feitos em redes elétrica, de água e esgoto, de gás, segurança, iluminação e outras melhorias que somam R$ 3,2 milhões.

Texto: Bianca Garrido/Ascom SPGG e Vanessa Schneider/Ascom PGE
Edição: Secom

Portal do Estado do Rio Grande do Sul